quinta-feira, 30 de abril de 2009

Post de Merda

(Foto: Autor desconhecido)
.
Perdoem-me desde já as pessoas para quem este é um assunto susceptível de desconforto face ao mau cheiro, mas nos últimos dias fui confrontada em conversas com duas problemáticas que me sinto obrigada a abordar no sentido de tirar de cima este peso que me invadiu a reflexão crítica desde então.
.
Antes de mais, tenho o prazer de anunciar que vou organizar o Movimento Feminista da Merda. É lamentável constatar que, em pleno Século XXI, as mulheres continuam a ser vítimas de uma terrível violência de género na medida em que continuam a ser alvos do preconceito de que as mulheres não cagam! Esta atitude repressiva masculina representa malefícios tanto ao nível biológico, sendo uma atitude de efeitos inibidores que não permitem a uma mulher dar um peido num grupo misto pois ela sabe que só se for um homem a fazê-lo irá ser encarado pelo grupo como um acto engraçado (sendo a consequência desta inibição a acumulação de gases que pode, inclusivé, afectar órgãos tão importantes como o coração); como ao nível pessoal e social na medida em que são confrontadas com o sentimento de vergonha se por acaso se descaem num momento em que haja representação masculina no grupo com a simples e honesta frase, "ora com licença que vou cagar" à qual se seguem comentários hostis como "Que nojo!", ou "F%&#)$-SE!" Basta de repressão! Liberdade de expressão!!!
.
A segunda contingência surge na sequência de um momento em que um fosso geracional se fez sentir recentemente entre mim e uma pessoa com quem conversava animadamente sobre Merda quando descobri que as pessoas mais jovens não estão a ter acesso, como as pessoas da minha geração tiveram em tempos passados com os e-mails em cadeia, à Linguagem da Merda que categoriza os diferentes tipos de cagalhão que um indivíduo pode produzir no acto da evacuação. Assim, de forma a fazer renascer esta linguagem (e até, quem sabe, torná-la uma linguagem específica que mereça a cientificidade de outras áreas do saber como a linguagem do Direito, da Economia, da Medicina, etc.), levei a cabo uma pesquisa utilizando o método googleliano de que surgiu a recuperação das diferentes categorias cagalhónicas. Espero que este trabalho de investigação que produzi com uma enorme vontade de cagar vos venha a ser útil.
.
Cagalhão Fantasma
Sentes sair, vês no papel mas não vês na sanita.
.
Cagalhão 'Clean'
Sentes sair, vês na sanita mas não no papel.
.
Cagalhão Eterno
Limpas, limpas, limpas... Mas fica sempre algo no papel até que decides subir as calças mas colocar papel nas cuecas para evitar as marcas de pneus.
.
Cagalhão II, 'o Regresso'
Sobes as calças, mas de repente apercebes-te que tens que cagar um pouco mais.
.
Cagalhão Enfarte
Cagalhão que te faz puxar tanto que até te aparece uma veia na testa.
.
Cagalhão Superestrutura
Tão grande, tão grande que até tens medo de o partir ao puxar o autoclismo. Sentes-te simultaneamente surpreso/a e orgulhoso/a.
.
Cagalhão 'Adorava que saísse'
Queres cagar, sentes que está próximo, mas só tens caimbras e peidos...A ponta do cagalhoto é aquela que dói tanto, tanto, tanto, que até pensas que está a sair de lado.
.
Cagalhão 'Splash'
É o que sai com tanta velocidade que molhas o cu todo.
.
Cagalhão 'Após uma festa'
É um líquido amarelo escuro que suja a sanita toda e que pica o cu.
.
Cagalhão Rabbit
São pequenas bolinhas. Umas flutuam, outras não.
.
Cagalhoto 'Surprise!!!'
Pensas que vais dar um peido mas quando dás por ela....já é tarde
.
Cagalhoto 'Time-out'
Estás a cagar divinamente num WC público, mas tens que parar porque não queres que a pessoa do lado te ouça.
.
Cagalhão O Barulhento
Tão barulhento que toda gente no WC se parte a rir.
.
Cagalhão A Mexicana
Cheira tão mal que até pica o nariz.
.
Cagalhoto Elástico
O que se recusa a cair mesmo sabendo que realmente já saiu...Esperas que abanando o rabo ele caia.

.


NOTA IMPORTANTE: Estas modalidades de merda são aplicáveis a toda e qualquer criatura humana, incluindo Tias de Cascais!

8 comentários:

Senhora Coisa disse...

LOOOL
hahaha
de mais!! já nao via isso ao tempo!!!

por acaso um dia destes estava eu no piolho e disse
"estou com vontade de urinar"
e um gajo todo chocado diz-me "fogo!!! uma rapariga nunca deve dizer isso que perde o interesse todo!!!"

ao que eu respondi que era uma coisa natural e nao estava lá para atrair ninguem...

e ele fidou com uma cara chocada...

é que nem disse "vou mijar!"

gajos estranhos!! LOL

comboio turbulento disse...

Sabes o que te digo? CAGA NISSO e continua :)

curse of millhaven disse...

deixa-m dizer-te q este post está genial! :D

fernando disse...

CAGA! PEIDA-TE COMO SE NÃO HOUVESSE AMANHA!! ESTOU CONTIGO NA LUTA PARA A EMANCIPAÇÃO DO PEIDO FEMININO(e estou a falar dos do cu)!!! VIVA O PEIDO BARULHENTO E MAL CHEIROSO!!! MUHAHAHAHA

Indie-Go! disse...

uau! mas que trocadilho tao inesperado e post de merda conseguentemente :) e ganhaste tu o melhor blog d humor! mamma mia! xD

Jane disse...

Não sei qual a necessidade de tal movimento, pois eu cago-me como gente grande desde que nasci, não obstante o sexo q tenho e do qual muito me orgulho.
Do mesmo modo, não vejo onde está a necessidade de fazer comentários à MERDA que tu escreves só para depois te poder encher de porrada, mas tudo bem!
Gostei das categorias, hei-dce encontrar aquele dos peidos com som para postares! :p

Anjo De Cor disse...

Já conhecia mas adorei re-leer, ri-me bastante pra variar, heheheheh ;)

eduardo disse...

é deveras um tema pertinente para a sociedade conteporânea! E apesar de macho como condição sexual, apoio-te a 100%. Perdoa-me o termo, mas poderás vir a ser nomeada como a Simone Beauvoir da Merda (lol), mas o espírito é mesmo esse! Apesar de ser um assunto que vem dá parte de trás, para a frente é que é o caminho, até porque é o que mais sentido faz num país igualmente merdoso!

Já não me ria à força toda há n...Adorei as definições!

Vou fazer força! (pelo movimento, claro está!)